sábado, 31 de julho de 2010

Casanova

O nome Casanova pode muito bem ser sobre o famoso conquistador de mulher, ou do clube onde Constantine tocou com sua banda. Mas não hoje. Hoje é sobre dois Brazucas, e dois ótimos brazucas.
Os irmãos Fabio Moon e Gabriel Bá.
Tendo em seus currículos a ótima Umbrella Academy e a não menor, adaptação do O Alienista do Machado de Assis

alienista
Umbrella

Contudo a obra que vou falar aqui tem a arte pelos gêmeos e o argumento do Matt Fraction.
Matt Fraction é quem escreve Iron Man, X-Man, e fez parceria com o Brubaker (do incognito) em uma das melhores séries que a marvel já teve em minha opinião, O Imortal Punho De Ferro.
Esta comic que Matt e os Gêmeos fizeram não é nova, ela data de 1996 em P&B lançada pela Image Comics, e agora relançada pelo selo ICON da Marvel em FULL COLOR.
A história é de um espião em um meio de ficção Cientifica, o espião é Casanova Quin, um conquistador, hi-tech, matador, quase uma releitura em algum grau do James Bond, contudo mais ação, espionagem e doideiras Sci-Fi.
Um preview rapidinho de algumas páginas.

12098storystory_full-1450969.

12098storystory_full-1450973.
12098storystory_full-1450977.

ea24877605f832c8c0a944250c4fe0b6
12098storystory_full-1450972.

A comic esta em fase de tradução pela equipe, logo lançaremos.
Abraços Inglórios, e agora Citando meu grande amigo do blog DDBR “Feito de Fã para Fã”

300, de Frank Miller

Olá a todos os guerreiros espartanos que me lêem, hoje eu lanço aqui um clássico. Daqueles que são um marco na história das HQs e erguem multidões de fãs.
Eu não gosto muito dessas unanimidades de sucesso, normalmente eu tento fugir dessas ciladas, ms 300 é realmente irrepreensível.

Bem, essa é a primeira revista de uma série de clássicos que eu pretendo lançar aqui no blog, então chega de lero.

Em uma breve sinopse:

"300 de Esparta conta a história dos honrados guerreiros espartanos que, com uma pequena coalisão de apenas trezentos homens e alguns aliados liderados pelo rei Leônidas, conseguiram resistir por três longos dias uma invasão de centenas de milhares de Persas sob o comando do tirano rei Xerxes, travando no Desfiladeiro das Termopilas uma das mais sangrentas e heróicas batalhas da história da humanidade."


Link no mediafire

Link no hub SQ

Link do DLC no hub


Não consegui achar os créditos. Não tem nada sobre quem escaneou a HQ. Por enquanto então, ficam os créditos à Editora Abril. Se alguém quiser se acusar, fique à vontade.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

O Sombra - Onda de Calor do Inferno #1



Um calafrio é o combustível para uma guerra racial em O Sombra - Onda de Calor do Inferno.

Nas águas elameadas do East River em New York a polícia está pescando o corpo congelado de um chinês desconhecido.

Quando eles o puxam e descobrem o dedo cortado de uma mulher na sua boca costurada, uma execução tradicional da máfia sicilina, é clã contra família, raça contra raça nas ruas manchadas de sangue de Gotham.

Todos estão procurando por alguém para culpar, mas um homem está procurando pela verdade. Um homem conhecido como... O Sombra!
 
Link no mediafire
 
Link no hub SQ
 
Link do DLC no hub
 
Uma produção Quadrinhos Inglórios
Tradução - Jevoux
Revisão - Tchelongatti
Diagramação - Carfrangs
 
Uma nota sobre essa equipe: Um grande bem-vindos para Tchelongatti e Carfrangs. Fãs incondicionais do Shadow e veteranos dos scans. Um prazer trabalhar com vocês! Para o delírio dos fãs, faremos ainda muitos outros trabalhos juntos.
 
Abraços, pessoal!
 
 

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Sacco, Joe Sacco - Uma História de Sarajevo

Ae galera, eu tô numa semana pra lá de conturbada, escrevendo artigos e ansioso com o jogo da libertadores da América.
Vamo Inter!!! (bléh)

Mas não é isso que ia falar, eu havia prometido uma comic do Joe Sacco, e rodando pelo Hub da SQ, encontrei no HD de meu bom comparsa Jevoux uma comic do Joe Sacco.

Uma história de Sarajevo.

Clique na HQ para baixar pelo mediafire.

Link no hub SQ.

Link do DLC no hub.


Com a palavra (ou o texto), o site Universo HQ.

"Sinopse: Em 1995, o conflito na Bósnia está encerrado. A maior parte dos jornalistas voltou pra casa ou se mudou para outra guerra.

Mas Sacco ainda está lá. Ele convive com Neven, um ex-combatente que sobrevive como guia de jornalistas.

Positivo/Negativo: A dimensão de um autor como Joe Sacco ainda será medida, mas é fato que não é pouca coisa. Em plena atividade, ele viaja o mundo em busca de regiões com conflitos para, depois, representar em forma de quadrinhos os dramas humanos que encontrou lá.

Suas obras são consideradas reportagens em quadrinhos e classificadas como filhas mais novas do new journalism. Afinal, suas histórias não são imaginadas de trás de uma prancheta. Numa época em que o mercado estimula o conforto dos acordos de exclusividade de Marvel e DC, Sacco passa meses fora de casa, corre risco de morte e generosamente oferece ao leitor um pedaço de sua alma.

Sua passagem pela guerra da Bósnia já foi vista no Brasil no álbum Área de Segurança - Gorazde e em uma pequena história na coletânea Comic Book, ambos da Conrad. No novo volume, o cartunista maltês retoma sua estada por lá em busca de Neven, homem de personalidade riquíssima que foi seu guia durante a primeira passagem.

Neven mente, engana, rouba, trapaceia e é desagradável. Está em plena crise - afinal, os jornalistas endinheirados das grandes redes já deixaram Sarajevo. Mas o vínculo entre ele e Sacco é incrível. Suas obsessões os unem.

O estilo de seu traço hachurado em preto-e-branco é único. Não se parece com nada. É Sacco puro, reconhecível até debaixo d'água.

Entre os diversos bons lançamentos de um ano bastante generoso, Uma História de Sarajevo ainda será um dos melhores títulos do ano."

Abraços e curtam uma ótima comic.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Vencedores dos Prêmios Eisner

Eu quero lançar esse post pra galera logo antes que fique velho, então lá vai.
Essa é, claro a versão traduzida por mim, a original se encontra no Bleeding Cool.



Melhor Conto

“Urgent Request,” by Gene Luen Yang and Derek Kirk Kim, in The Eternal Smile (First Second)


Melhor Edição Única (ou One-Shot)

Captain America #601: “Red, White, and Blue-Blood,” by Ed Brubaker and Gene Colan (Marvel)


Melhor Série Contínua
The Walking Dead, by Robert Kirkman and Charles Adlard (Image)


Melhor Série Limitada ou Arco

The Wonderful Wizard of Oz, by Eric Shanower and Skottie Young (Marvel)


Melhor Série Inédta

Chew, by John Layman and Rob Guillory (Image)


Melhor Publicação Infantil
The Wonderful Wizard of Oz hc, by L. Frank Baum, Eric Shanower, and Skottie Young (Marvel)


Melhor Publicação para Adolescentes
Beasts of Burden, by Evan Dorkin and Jill Thompson (Dark Horse)


Melhor Publicação de Humor
Scott Pilgrim vol. 5: Scott Pilgrim vs. the Universe, by Bryan Lee O’Malley (Oni)


Melhor Antologia
Popgun vol. 3, edited by Mark Andrew Smith, D. J. Kirkbride, and Joe Keatinge (Image)


Melhor Quadrinho Digital
Sin Titulo, by Cameron Stewart, www.sintitulocomic.com


Melhor Trabalho Baseado em Fatos Reais
A Drifting Life, by Yoshihiro Tatsumi (Drawn & Quarterly)


Melhor Adaptação de Outra Obra
Richard Stark’s Parker: The Hunter, adapted by Darwyn Cooke (IDW)


Melhor Álbum Gráfico - Novo
Asterios Polyp, by David Mazzuccheilli (Pantheon)


Melhor Álbum Gráfico - Reimpressão
Absolute Justice, by Alex Ross, Jim Krueger, and Doug Braithewaite (DC)


Melhor Coleção Arquival/Projeto - Tiras
Bloom County: The Complete Library, vol. 1, by Berkeley Breathed, edited by Scott Dunbier (IDW)


Melhor Coleção Arquival/Projeto - Revista em Quadrinho
The Rocketeer: The Complete Adventures deluxe edition, by Dave Stevens, edited by Scott Dunbier (IDW)


Melhor Edição Americana de Material Internacional
The Photographer, by Emmanuel Guibert, Didier Lefèvre, and Frédéric Lemerier (First Second)


Melhor Edição Americana de Material Internacional - Ásia

A Drifting Life, by Yoshihiro Tatsumi (Drawn & Quarterly)


Melhor Roteirista

Ed Brubaker, Captain America, Daredevil, Marvels Project (Marvel) Criminal, Incognito (Marvel Icon)


Melhor Roteirista/Artista
David Mazzuccheilli, Asterios Polyp (Pantheon)


Melhor Roteirista/Artista - Não-Ficção
Joe Sacco, Footnotes in Gaza (Metropolitan/Holt)


Melhor Desenhista/Arte Finalista ou Equipe de Desenho/Equipe de Arte Final
J. H. Williams III, Detective Comics (DC)


Melhor Pintor/Arte Multimídia (Arte Interna)
Jill Thompson, Beasts of Burden (Dark Horse); Magic Trixie and the Dragon (HarperCollins Children’s Books)


Melhor Artista de Capa
J. H. Williams III, Detective Comics (DC)


Melhor Colorista
Dave Stewart, Abe Sapien, BPRD, The Goon, Hellboy, Solomon Kane, Umbrella Academy, Zero Killer (Dark Horse); Detective Comics (DC); Luna Park (Vertigo)


Melhor Letrista
David Mazzuccheilli, Asterios Polyp (Pantheon)


Melhor Periódico Relacionado a Quadrinhos/Jornalismo
The Comics Reporter, produced by Tom Spurgeon (www.comicsreporter.com)


Melhor Livro Relacionado a Quadrinhos
The Art of Harvey Kurtzman: The Mad Genius of Comics, by Denis Kitchen and Paul Buhle (Abrams ComicArts)


Melhor Design de uma Publicação
Absolute Justice, designed by Curtis King and Josh Beatman (DC)


Prêmio Will Eisner Espírito dos Quadrinhos para Revendedores
Vault of Midnight, Ann Arbor, Michigan

HALL DA FAMA:

- Burne Hogarth
- Bob Montana
- Steve Gerber
- Dick Giordano
- Michael Kaluta
- Mort Weisinger


Prêmio Humanitário Bob Clampett:

Jeannie Schulz


Prêmio Bill Finger por Realizações na Escrita de Quadrinhos:

Otto Binder, Gary Friedrich


Prêmio Russ Manning de Novato Mais Promissor:

Marian Churchland (Beast)



Maravilha.
Parabéns a todos os premiados. Que isso os incentive a continuar grandes trabalhos.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Homem-Aranha, o tripé

Apesar do título, não, a Marvel ainda não anúnciou que Peter Parker entrou pro rol de super-heróis bem dotados. Bem, eu acho que não...

Muito pelo contrário, o título deve se lido de forma literal. A Panini (ha-ha!) mandou outra bola fora. Essa foi tão engraçada que até eu resolvi fazer um post sobre. A notícia é do Universo HQ e eu recomendo irem lá para a leitura completa.

Pra iníco de conversa, dêem uma olhada na imagem abaixo. A capa da Homem-Aranha #102.



Agora, fiquem espertos na edição #103, atenção ao pezinho do Parker, 36 bico fino.



Replay pra'queles que não sacaram ainda:



Que foi, Panini? Faltou papel pra fazer a edição #103? Teve que reutilizar o da #102?


A galera da arte gráfica da Panini está sendo muito bem paga. Seja lá qual for o salário, é muito. Eu não vejo coisas assim em trabalhos de diagramadores fazendo HQs de graça! E como o Universo HQ fez questão de avisar, não foi a primeira mancada. Já rolou merda no Super-Homem e no X-23 e se você parar pra lembrar, vão aparecer muitas outras.

Tem coisas que só a Panini faz por você.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Filmes em HD no hub

Não é exatamente o assunto do blog, mas cultura é cultura e todos do QI sempre apoiamos.

Eu adicionei hoje por volta de 100 filmes no meu share no hub SQ. Todos os filmes estão em HD e no formato DLC, ou seja, um contâiner de links diretos. Existem vários programas para baixar tal contâiner mas eu recomendo o JDownloader, citado nesse post.

Eu sei que os filmes em HD podem ser pesados demais para o computador de alguns portanto em breve eu vou adicionar alguns outros filmes e os mesmo em versão DVDRip, também no formato DLC.

Pra baixar os filmes faça um search no hub ou procure pela minha file list, o nick é Jevoux.
Novamente, se alguém tiver problemas ou quiser ajuda para baixar os arquivos em DLC manda um e-mail ou faz um comentário, a equipe está sempre de braços abertos pra ajudar.

Abraços a todos!

Vertigo e Hellblazer numa semana agitada

Semana passada o a seção Graphic Content do blog da Vertigo, no link, anunciou o lançamento há muito atrasado da revista Shoot, uma one-shot do John Constantine escrita pelo Warren Ellis que foi banida po falar sobre criancinhas morrendo. Bem, até aí nada demais, se o lançamento dela não estivesse programado pra pouco depois do incidente em Columbine.

Mas pra ser sincero não é sobre isso que eu gostaria de falar, já essa notícia você pode muito bem ler no Rapadura em português ou no News-A-Rama em inglês.

Eu gostaria de falar sobre a nova mini-série do Constantine, que vai se chamar Hellblazer - City of Demons (ou Cidade dos Demônios). Anunciada dia 19 de julho, também pela Graphic Content da Vertigo, ela terá o roteiro de Si Spencer e arte feita pelo pica grossa do momento da Vertigo, Sean Murphy (por causa do Joe o Bárbaro e tal).

Já foi dito que a mini não terá nenhuma ligação com a mensal do John, que serão cinco edições ao todo e que vai aparecer em outubro.

Agora eu vou exercitar a arte do ctrl+c ctrl+v e pescar a sinopse do site. Ah, não fode, eu dei os créditos.
Ah, é óbvio que eu traduzi a sinopse. Reclamações sobre a tradução, aqui. Obrigado.

"Quando John Constantine é atropelado por um caminhão, leva um tempinho pro mago inglês movido a nicotina entender que ele está preso entre a vida e a morte. Depois de alguns meses em reabilitação no hospital, Constantine percebe que as ruas de Londres estão MUITO diferentes do que ele deixou já que uma série de assassinatos e mutilações clama pela sua atenção. O denominador comum aponta para a UTI na qual ele deu entrada..."


Pra terminar deixando um gostinho.


domingo, 25 de julho de 2010

Scarlet #1



O mais novo projeto do premiado roteirista Brian Bendis, a mente criminosa por detrás de Powers, Jinx e Goldfish e Alex Maleev de Halo: Uprising e... e... e umas besteiras pra Marvel, mas qem liga?

O importante é que, se acordo com o Bendis, Scarlet é um projeto que ele vem matutando faz bastante tempo com o Alex e agora, pela Icon, que não rouba os direitos da personagem, ele conseguiu finalmene lançar e, acreditem, é muito bom. A hitória é interessante, apesar das más línguas gritarem "inverossímil", a arte, caralho, eu adorei. Os palavrões abundam, etc.


Façam um favor a si mesmos e visitem os sites, do Bendis e do Alex. Muita cioisa interessante pode ser encontrad lá. Além disso tem o fórum do Bendis em que, de acordo com ele, muitas das mentes brilhantes da Marvel podem ser encontrados, chama-se Jinxworld Forums.

Sinopse:

"Scarlet é a historia de uma mulher forçada até o limite por tudo que é errado no mundo. Uma mulher que decide se levantar e revidar. Um mulher que descobre em si o poder para começar uma revolução americana moderna!! Depois de Alias, Powers e Jinx, Scarlet apresenta uma fascinante nova personagem de quadrinhos que, a cada edição, revela novas coisas sobre ela mesmo sobre um pano de fundo original de intriga e drama. Da dupla altamente premiada BRIAN BENDI e ALEX MALEEV."




Link no mediafire.

Link no hub SQ.

Link do DLC no hub.


Uma produção Quadrinhos Inglórios (SQ)
Tradução - Jevoux
Revisão - Aeris
Diagramação - Glaurion

sábado, 24 de julho de 2010

Lendários Trovadores #1

E hoje apresentamos o que provavelmente é o projeto mais dúbio do Quadrinhos Inglórios. Afinal, Lendários Trovadores, ou Legendary Talespinners no original, é um história para crianças. Então porque diabos a gente foi se meter a fazer essa HQ? Logo a gente?

Trovadores foi uma daquelas HQs que me pegou pela nostalgia. Quem viu The Pagemaster com Macaulay Culkin, vai sacar a semelhança.

A passagem do mundo real pro mundo da fantasia, as personagens clássicas; a fada, o valentão rabugento (seja um anão ou um pirata) e um herói. Um salvador.

A premissa dessa revista é sensacional, como vocês vão poder ver na sinopse adiante. Uma linha fina existe entre a crença e a descrença e ela faz toda a diferença quando se trata da vida da imaginação. Baseado na antiga idéia de que o "acreditar" é o poder por trás das roldanas que movem o mundo, ou os mundos, e cultivam deuses e fábulas.

Antes que eu entregue o ouro, vamos à sinopse e logo após a HQ:



"Dynamite Entertainment combina clássicos da literatura e tece um novo fio de ação e aventura. Em Lendários Trovadores, o encanto das "fábulas" e das "lendas" se mostra presente de uma forma bem especial. Desde o início da criação, houve contadores de histórias, fábulas e contos folclóricos. Eles foram chamados de historiadores, poetas, filósofos ou até charlatães, mas tinham a capacidade de manter as crianças envoltas em fantasia e imersas na imaginação. Porém ao longo dos últimos dois séculos, os narradores e até mesmo as histórias em si, estão desaparecendo, deixando as crianças com a imaginação embotada e sem vontade de acreditar em matadores de gigantes ou bruxas malvadas.



Abby era uma dessas crianças e é agora uma jovem mulher que ainda vive apenas na realidade concreta das suas ambições profissionais. Criada por uma mãe que não tinha tempo para "atividades infantis", ela cresceu muito rápido e trancou sua imaginação fértil para sempre. Mas o mundo ordenado de Abby desaba em cima dela quando um velho louco, que acredita ser o verdadeiro Barão Munchausen, a leva para um mundo de fantasia de capangas malvados, criaturas de contos de fadas, bruxas e diversos outros elementos maravilhosos e nem tanto.


Dynamite Entertainment, Os Batutinhas (SQ) e Quadrinhos Inglórios (SQ) orgulhosamente apresentam um evento que redefine como olhamos para as fábulas e imaginação! Escrito por James Kuhoric, ilustrado e colorido por Grant Bond, artes de capa por Nick Bradshaw, tradução por Jevoux, revisão de Aeris e diagramações de McMiller."




Link no mediafire.

Link no hub SQ.

Link do DLC no hub.


Ah, e eu já ia me esqucendo. Essa HQ é feita em parceria com o grupo Batutinhas, também da SQ. Engraçado que, apesar de ser um grupo bem mais antigo que o nosso, a gente vai sempre ver como o irmãozinho mais novo por causa dos temas que ele aborda.
De qualquer forma, não deixem de ir o post do McMiller sobre a Trovadores também.
Abraços!


sexta-feira, 23 de julho de 2010

Cova Rasa #1

Hart Island, em New York. O maior cemitério de indigentes do mundo, com mais de 50 mil covas marcadas apenas com um número, sem nomes. Esquecidos pelo governo, os "moradores" desse cemitério são vítimas não-identificadas de assassinatos, esquecidas pela polícia. Mas não por um homem. John Doe dedica a sua vida investigando, túmulo por túmulo, quem eram as pessoas enterradas na Cova Rasa de Hart Island. Pois, para ele, essas pessoas foram destituídas daquilo que é de mais importante num ser humano: seu nome. Sem identidade, sem história pra contar, a vida dessas pessoas passa em branco. E seus assassinatos ficam impunes. Mas não se John Doe puder evitar. Roteiros de Mark Waid (Flash, Captain America vol. 3) e traço de Paul Azaceta (Amazing Spider-Man, Punisher Noir) nos levam a esse lado menos conspícuo de New York, com tradução de Alex Kerscher (seu maravilhoso novo redator aqui da QI, anteriormente conhecido como Squall), revisões dos pesos pesados da QI, Ricardo Jevoux e Paula Aeris e diagramação do onipresente HiF.

Aviso aos desavisados: Cova Rasa teve algumas edições publicadas pela Vertigem, parceira e amiga da SóQuadrinhos. Aparentemente apenas algumas edições foram publicadas, mas esse não é o ponto: teríamos respeitado a empreitada da Vertigem se não fosse por um detalhe: não sabíamos dela já estar engajada antes no projeto. A HQ já tinha sido diagramada quando eu vi Potter's Field lá no Blog. Você pode conferir a versão Vertiginosa clicando aqui.



Link no mediafire.
Link no hub SQ.
Link do DLC no hub.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Capitão Swing E Os Piratas Elétricos Da Ilha Incandescente #02

Demorou, mas chegou. E os Warren Maníacos JC e Hif estavam à espreita só esperando ela aparecer.





Uma produção Quadrinhos Inglórios (SoQuadrinhos!)

JCradunz (Tradução)
Hif (Diagramação)


Link no mediafire.
Capitão Swing #2

Link no hub SQ.
Capitão Swing #2

Link do DLC no hub.
Capitão Swing #2


quarta-feira, 21 de julho de 2010

Império das Amazonas!

Mais um artbook, galera. E de mulheres semi nuas. Tem sido um grande sucesso no hub, a galera não pára de fazer upload, não sei porque. Haha.

Essa é a primeira HQ dess coleção de artbooks que a gente vai trazer. Coleção de Galerias de Garotas. E nessa primeira edição, apresentamos as Amazonas.



Link no mediafire.

Link no hub SQ.

DLC no hub SQ.

Uma produção SQ!
Grandes agradecimentos ao Hif pela capa, logo e efeitos especiais!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Contêineres DLC do JDownloader

Os mais atentos ao blog devem ter percebido que eu estou disponibilizando as HQs em um outro link. O tal "Link do DLC no hub." O que é essa porra então?

DLC é na verdade uma maneira de se referir a arquivos com a extensão .dlc. Esses arquivos são conteinêres de links. Eles guardam dentro deles uma lista de links para os arquivos que você quer baixar. Os arquivos .dlc são abertos e podem ser baixados por um programa chamado JDownloader.

O JDownloader é um gerenciador de downloads como o GetRight, FlashGet, etc. Com a diferença de não ter "get" no nome, e além disso, ser muito útil para usuários com ou sem contas premium.

O JDownloader é open source, e pode ser encontrado nesse site.
Eu por enquanto não vou dar grandes explicações, mas um belo tutorial sobre o JDownloader pode ser encontrado aqui. O link é para o fórum tehPARADOX. Um fórum de downloads muito bom.
Talvez mais tarde eu traduza esse tutorial.

Bem, porque diabos eu me dei ao trabalho de usar essa porra?

Aí entrou a mente criminosa do meu amigo Squall. O arquivo .dlc criado pelo JDownloader é uma lista de links, portanto, não pesa mais de, digamos, 5 kb. E tenham certeza que 5 kb de links é link pra caralho. Baixar 5 kb do hub é, com certeza, muito, muito fácil, coisa que a maioria consegue fazer em questão de segundos, mesmo que só tenha uma fonte. E depois que baixar, pronto. Você possui os links diretos para baixar com o JDownloader. Daí se escolhe a pasta para baixar e esperar pra ler a revista.

Outra vantagem é que o formato .dlc usa uma encriptação que quando aberto o arquivo, ele não revela os links. O JDownloader reconhece e adiciona à lista de download mas em momento algum mostra o link. Isso significa proteção aos links usados. Muito mais difíceis de serem deletados assim.

"Então essa porra tem 5 kb, é difícil de ser idêntificado... mas é só isso?" - pergunta o jovem Padawan.
"Não," diz o mestre Jedi. "A paciência é uma virtude, caro Padawan"

Ainda tem que o JDownloader é user-friendly o suficiente pra qualquer macaco mal adestrado de circo poder intalar e começar a rodar direto, sem nenhum conhecimento astrológico, sem saber tarô ou mesmo se ignorar as filôsofias dos grandes mestres.

Então, resumo da ópera é esse. Se tiver a fim de experimentar os links diretos pelo .dlc, o que eu recomendo pra quem já está no hub, é só clicar no link que eu mostro aqui e ser feliz. Faço isso porque o hub é o nosso pára-quedas. Os links no mediafire são legais e tal, mas sã tão vulneráveis quanto uma virgem de 17 anos na zona. Você sabe que eles vão se fuder mais cedo ou mais tarde.

Caso você tenha acabado de nascer no mundo dos scans ou tenha estado em coma profundo pelos últimos meses, dê uma lida nesse sub-fórum pra ficar em dia com as novidades do funcionamento do hub SQ. Visite esse link especificamene para ler o nosso tutorial sobre o hub e tudo mais.

E lembrem-se, sharing is caring, folks.

domingo, 18 de julho de 2010

Coluna Quase Semanal (ainda sem nome definido) - Fantagraphics

Hoje lhes contarei uma história pouco conhecida, que tive mais trabalho em encontrar boas informações que de qualquer outro artigo que ja tenha feito (e farei) pra esta coluna.

Eu apresentei antes a AVATAR e a RADICAl, dizendo que elas eram alternativas. São realmente, para quem lê apenas MARVEL e DC, sendo mais alternativas muitas vezes que a próprio Vertigo. Porém a coluna de hoje falarei sobre a Fantagraphics.

sábado, 17 de julho de 2010

Joe, o Bárbaro - por Grant Morrison

Não é a paródia do Barack, não é o Governador da Flórida, não é o Bob, mas sim Joe, o Bárbaro.

Uma obra extremamente controversa, daquelas que tira a mais variada gama de reações das pessoas. Eu já li e ouvi coisas do como "melhor HQ de fantasia dos últimos tempos" e "não limpava a bunda com o papel que isso foi impresso."

Já o site Soc! Tum! Pow! (isso mesmo, e muito maneiro por sinal, visitem) diz o seguinte:

"Em Joe, the Barbarian, nova mini-série da Vertigo, escrita por Grant Morrison (Crise Final, 7 Soldados da Vitória) e desenhada pelo ascendente Sean Murphy (Espantalho: Ano Um), conheceremos Joe, um garoto normal com problemas normais de um aluno do Ensino Médio. No entanto, além dos problemas comuns de todo garoto, como ser alvo dos valentões da escola, Joe perdeu seu pai durante a Guerra do Iraque e todos os dia luta contra a diabetes.


Joe, o Bárbaro é uma obra cujo cenário é o clássico ambiente de fantasia medieval conhecido por todos nós de obras como as de Tolkien ou Robert E. Howard. Em entrevista concedida ao Comic Book Resources, Grant Morrison explicou que com esta série está tendo a oportunidade de fazer sua primeira história em quadrinho neste cenário. “Eu cheguei a escrever dois grandes romances de ‘capa e espada’ há algum tempo, disse ele, mas nunca fiz um gibi de fantasia com uma história para todas as idades do tipo ‘Senhor dos Anéis’ ou ‘Alice no País das Maravilhas’“."

Números #1 e #2 por Gibiscuits e SoQuadrinhos e a #3 pela equipe Quadrinhos Inglórios da SQ, mothafucka!



Link no mediafire.

Link no hub SQ.

Link do DLC no hub.



Link no mediafire.

Link no hub SQ.

Link do DLC no hub.





Link no mediafire.

Link no hub SQ.

Link do DLC no hub.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Peanuts, por Charles M. Schulz

Eu to devendo esse post já faz um tempo. Ele é dedicado à tia da Aeris! =)

Charles M. Schultz, criador do Snoopy e do Charlie Brown e do Woodstock. Diversão pra todas as idades. Quem não curtia só em papel, mas também o desenho animado vai senti falta do apelido carinhoso "minduim", pelo qual chamavam Charlie Brown.
Agora uma coisa que vocês não sentirão falta é ver o Charlie Brown sendo chamado de João Barbosa! Por mais que me traga boas lembranças da TV Pirata (Pirata... Barboooosa... hehe), ainda assim é um pouco demais da parte dos tradutores.

Se bem que o Squall vai se amarrar.

Mas então, aí está tia da Aeris! Divirta-se!

Descaradamente retirado do blog E-books Grátis.



Link no mediafire.

Link no hub SQ.

Link do DLC no hub.



Link no mediafire.

Link no hub SQ.

Link do DLC no hub.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Coluna quase semanal sobre comics - Radical Studios


Primeiramente como o Chefe Magno da nossa equipe disse em seu post anterior, tinha um de nós que viajava. Era eu, eu to sempre viajando, ou fisicamente ou mentalmente, no caso da mais recente foi fisicamente. Mas agora retorno juntamente com a minha coluna quase semanal de reportagens.
Sem mais delongas hoje lhes contarei, minhas crianças nerds, um pouco sobre uma nova editora, que recentemente lançamos a primeira comic deles das muitas que faremos.



A RADICAL Publishing.

No ano de 2007 foi fundada a RADICAL. Os fundadores foram Barry Levine, Jesse Berger e Matthew Berger; liderados pelo Presidente, editor, e artista Barry Levine (Um veterano com 10 anos de experiência na industria de comics e Graphic Novels e também um dos maiores fotógrafos do rock and roll, tendo em seu portfólio as maiores bandas dos anos 70 e 80, como KISS, Motley Crue, Led Zeppelin, Queen.
Contudo seu primeiro lançamento se deu no ano de 2008, com os lançamentos de HÉRCULES e CALIBER.


knivesofkush_cover_thumbcaliber1_covera_thumbSegundo li em seu site/blog e em outros locais, o intuito da editora é inovador na minha opinião, eles buscam lançar comic e GN, já visando o cinema. Inovador pois elas já são preparadas para isso, sem a vergonha e o medo de um futuro quase certo para as comics boas (ou bem vendidas).
Isso não desmerece os títulos lançados por ela, onde a comic não é uma quadrinização para o diretor, e nem um teaser para o filme, e sim, uma COMIC, que tem boa arte e bom roteiro.


Agora mostrando pra nossos leitores o que ja foi lançado aqui no Brasil.

A caliber foi lançada pelo grupo RnCBr, e só agora vi que eles tb fizeram CITY OF DUST.
cod_mini_banner

O nosso grupo pai (SQ) lançou a Freedom Formula juntamente com o Gibiscuits.
ff_titles_banner

O Gibiscuits também lançou
fvza_mini_banner hotwire_mini_banner

Os créditos para os tradutores, revisores, diagramadores, são encontrados nos sites que foram linkados.


Agora, apresento um video promocional lançado pela radical para divulgar a LEGENDS (interessante a idéia de promover a comic desta forma, não sei eles foram inovadores nisso, mas foram os primeiros que eu vi)

O qual foi nosso primeiro lançamento da Radical. E com o adicional de que vai ser lançando um filme baseado na Graphic que ainda não saiu.

Esta próxima é o que esta por vir, a tradução ta pronta e a revisão ta quase, logo lançaremos.
Aqui é a capa da número #1 e em seguida o video promocional, e com uma noticia, saíra um filme dessa também.
lastdays1_alex_maleev




Abraços e até uma próxima.

terça-feira, 13 de julho de 2010

The Walking Dead, Mothafucka!

13 de julho chegou. O dia mundial do Rock e como todo ano, nesse dia, eu saio na rua com a minha faixa preta no braço. E por falar em morte e luto, nada melhor que Walking Dead. Como todo bom Rock 'n Roll, um clássico que perdura, ao contrário do tema que ela trata, é imortal.

Eu imagino que a série Walking Dead não precise de sinopse. Se você ouviu que é bom, acredite. Não vai se arrepender. Se você precisa desesperadamente ler sobre a HQ, dê uma olhada no meu post, Walking Dead e Novelas em Quadrinhos.

Vale lembrar que Walking Dead, foi traduzida pelo Rock 'n Comics (Ah, a irônia não se perdeu, caros leitores.) até meados da série, e atualmente pela equipe Vertigem, visitem os respectivos blogs, vários scans legais à espera.

Na SQ vocês podem encontrar a lista de edições com as capas, tudo direitinho aqui, nesse tópico.



Pasta no mediafire.

Links no hub SQ.


segunda-feira, 12 de julho de 2010

Omaha - A Stripper

Opa! Aqui tem sacanagem? Tem sim senhor!

Então, antes de qualquer coisa, a meia dúzia de gato pingado que passa aqui todo dia deve ter percebido que ontem não teve posts. Pois bem, e hoje vem um post preguiçoso. Porque?

Um intengrante da equipe viajou e a Aeris e eu estamos ajudando com algumas mudanças no Fórum. Então é possível que as coisas andem um pouco devagar por aqui, mas eu vou tentar arrumar um post legal pra amanha, afinal, grandes coisas acontecendo no mundo das HQs.

Por exemplo, a dívida gigante da Devil's Due com os artistas e roteiristas. Mais detalhes sobre aparecerão depois. Por enquanto só fica no ar a questão: a Devil's Due, criadora de tantas excelentes obras vai fechar as portas? Parece que será inevitável.

Agora o que chamou a atenção mesmo foi o título do post, né? Eu disse stripper e não vou decepcionar falam de blá blá blá.

Achei no blog do Ebooks Grátis outro scan do Rapadura.



Sinopse:

A história da dançarina Omaha – que ganha a vida como stripper numa cidade corrompida – é um dos grandes clássicos dos quadrinhos adultos. Criada em meio à efervescência da cena underground da década de 70, a série causou grande polêmica, mas logo conquistou o respeito e a admiração de público e crítica por sua representação madura da sexualidade, que revolucionou a forma de abordar o sexo nos quadrinhos.

"Omaha é uma novela, mas com drama, e não melodrama; é um quadrinho com animais, mas os animais são pessoas de verdade; e não se trata de erotismo ou pornografia – é apenas uma história em que as cãmeras virtuais continuam gravando quando as pessoas tiram a roupa e fazem amor (assim como acontece no mundo que eu e você vivemos)”- Neil Gaiman

Link no mediafire.
 
Link no hub SQ.

sábado, 10 de julho de 2010

Lendas - Os Encantados #0

Chegou moçada! Aeris prometeu e entregou.

Lendas - Os Encantados, chegou e vocês podem ler mais sobre a HQ nesse post.


Link no mediafire.

Link no hub SQ.


Lançamento Quadrinhos Inglórios (SQ)
Tradução e Diagramação - Aeris
Revisão - Jevoux
Capa - Hif

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Black Hole - Introdução à Biologia

Pescado no A Toca do Coelho.


Mais uma graphic novel, dess vez uma em dois volumes.
Sinopse:

A história se passa nos arredores de Seattle, em meados da década de 70. Um espectro sem nome ronda os pensamentos dos adolescentes locais, uma praga insidiosa se dissemina pelo contato sexual e parece não poupar ninguém. Em cada um dos infectados, ela se manifesta de forma diferente - enquanto alguns se safam com simples manchas na pele, outros se transformam em aberrações, criaturas deformadas, vagas lembranças do que foram um dia. Para esses, não resta alternativa a não ser o exílio auto-imposto em acampamentos precários, afastados da civilização.


É nesse clima de horror e insanidade que se desenvolve o enredo de Black Hole. Nele, a juventude é a porta de entrada do purgatório; o sexo, o início de um terrível pesadelo; e a vida, uma sinistra roda-viva que transforma tudo o que toca em uma espiral interminável de provações e injustiças.

Nascido em 1955, em Washington, Charles Burns viveu a maior parte da infância e da adolescência em Seattle. Iniciou a carreira nos quadrinhos em 1981, com uma história na revista Raw, de Art Spiegelman, da qual foi colaborador regular durante uma década. Em 1983, estreou na Heavy Metal com a série El Borbah. Na Europa, onde viveu entre 1984 e 1986, seus trabalhos foram publicados nas principais revistas de quadrinhos do continente, como Métal Hurlant, Frigidaire, El Víbora e Schwermetall. Suas ilustrações já foram capa de publicações como Esquire, The New Yorker, The New York Times Magazine e Time.


Links no mediafire.

Links no hub SQ.
 

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Mortos-vivos detetives - Eu Zumbi #1

Mais um lançamento Quadrinhos Inglórios, pessoal. Eu apresento Eu Zumbi (I Zombie) da Vertigo.

Uma breve sinopse:

"Gwan Dylan é uma coveira em um cemitério… e uma detetive zumbi. Uma vez por mês ela tem que comer um cérebro humano, para manter suas memórias intactas e para que A Noite dos Mortos-Vivos não se torne realidade. Por comer esses cérebros as memórias das outras pessoas ficam guardadas em sua mente e ela sente a obrigação de cumprir algumas coisas inacabas pra elas. Com isso Gwen é enviada para as aventuras mais loucas além da imaginação!"


É um pouco fora do comum. Zumbis não costumam ser sentimentais, mas eu acredito que seja uma adição interessante à mitologia dos motos-vivos mais famosos desde que Conde Drácula esteve na moda. Hoje em dia, coitado, ele está mais na moda do que gostaria.
 
A número dois vem já já também.


   Links no mediafire:

Links no hub SQ.



Lançamento Quadrinhos Inglórios (SQ)
Tradução - Jevoux
Revisão - Maltese
Digramação - Chester/Aeris

QI e Centurions
Tche/ Carfrangs/ Gilgamesh



quarta-feira, 7 de julho de 2010

Pumpkinhead, Merv Pumpkinhead

Extraído do Komics Br, mais um scan do Rapadura. Sem link, esse vocês conhecem já.


Sim, Merv Pumpkinhead à serviço do Sonhar.
E a sinopse:

Merv Pumpkinhead: Agente dos Sonhos é a mais nova edição encadernada da Opera Graphica. Merv é um dos personagens coadjuvantes mais simpáticos do universo de Sandman, o grande sucesso editorial do escritor britânico Neil Gaiman.

Para todos os habitantes do Sonhar, Merv é apenas o zelador do palácio real. Merv é respondão, cabeça-dura, invocado e, quando não está esfregando os corredores do palácio, passa o tempo inteiro enchendo a paciência de todo mundo!
Mas o fato é que, num passado remoto, morreu defendendo o seu soberano, quando o Sonhar foi atacado pelas Fúrias. Merv se declara, também, um agente secreto do mundo dos sonhos. Aquele que é convocado quando os problemas surgem. O principal agente de Sua Majestade. A criatura que, secretamente, controla o reino dos sonhos.
Lançada originalmente pela Opera Graphica em forma de mini-série em duas edições, Merv Pumpkinhead: Agente dos Sonhos tem roteiro de Bill Willigham, arte de Mark Bukingham e arte-final de John Stokes.

Links no mediafire.

Links no hub SQ.